dez 12

Obsessores na Apometria

Obsessores

Na Apome­tria Obses­sores são os agentes espir­i­tu­ais que infligem sofri­men­to e enfer­mi­dades nos indi­vid­u­os encar­na­dos.

Quase sem exceção, os pacientes se apre­sen­tam segui­dos por corte­jo de obses­sores. Deve-se aten­der em primeiro lugar ess­es espíri­tos infe­lizes, muitos em grande sofri­men­to e iman­ta­dos ao enfer­mo des­de há muito tem­po. Eles não se limi­tam ape­nas a perseguir a víti­ma em todos os seus pas­sos; procu­ram prej­u­dicá-la por todas as for­mas pos­síveis, em vin­gança que cos­tu­ma ser cega. Geral­mente são inimi­gos que, na maio­r­ia dos casos, foram víti­mas de suas atu­ais víti­mas, em existên­cias ante­ri­ores.

Os obses­sores agem iso­lada­mente, em pequenos gru­pos ou em grandes hor­das, depen­den­do da iman­tação que têm com o paciente, grau de per­icu­losi­dade, meios astrais de que dis­põem, inteligên­cia ou poten­cial­i­dade men­tal. De qual­quer modo, ten­dem a ser ter­ríveis. Uma vez afas­ta­dos, ess­es infe­lizes devem ser recol­hi­dos aos hos­pi­tais espe­cial­iza­dos do Astral ou às regiões que lhes forem des­ti­nadas por Espíri­tos Diri­gentes, de acor­do com o padrão vibratório de cada sofre­dor.

Dis­pen­sar amor a essas criat­uras impli­ca com­preen­der o ódio e suas con­se­qüên­cias trevosas. Corações emped­ernidos, muitas vezes há sécu­los, não é de um momen­to para out­ro que aban­don­am o com­por­ta­men­to cru­el a questão acos­tu­ma­dos; Prin­ci­pal­mente se forem malfeitores a sol­do de enti­dades encar­nadas ou des­en­car­nadas, inter­es­sadas na destru­ição de uma pes­soa.

Libertação de São Pedro por Bartolomé Esteban Murillo

Lib­er­tação de São Pedro por Bar­tolomé Este­ban Muril­lo

Um Caso: Afastando o Espírito Obsessor

A seguir apre­sen­ta­mos um caso nar­ra­do no Livro do Dr. José Lac­er­da De Azeve­do, Espírito/Matéria — Novos Hor­i­zontes Para A Med­i­c­i­na:

Paciente: “E. C.”
Sexo: Mas­culi­no
Idade: 16 Anos
Etinia: Bran­co
Ocu­pação: Estu­dante

Queix­a­va-se de crises de dis­tração segui­da de per­da de memória, ver­dadeiras “ausências“psíquicas, pro­lon­gadas e patológ­i­cas. Exam­es neu­rológi­cos, inclu­sive eletro-ence­falo­gra­ma repeti­do em várias épocas, não acusaram anor­mal­i­dades de qual­quer tipo. O proces­so patológi­co mostra­va tendên­cia a agravar-se nos últi­mos tem­pos.

Exame

Os médi­cos espir­i­tu­ais con­stataram a pre­sença de espíri­to lig­a­do ao paciente por laços afe­tivos muito fortes, for­ja­dos e con­sol­i­da­dos quan­do tiver­am a penúl­ti­ma encar­nação na Inglater­ra. Este espíri­to, que não tivera o merec­i­men­to de encar­nar, vivia em sim­biose com o paciênte, na vida atu­al. A sim­biose esta­va bem car­ac­ter­i­za­da: o paciênte dese­ja­va sua pre­sença, tan­to que ia ao seu encon­tro no astral, assim que se despren­dia do cor­po pelo sono. O proces­so ten­dia a se agravar porque, mes­mo em vigília, o encar­na­do ia à procu­ra do out­ro. Era isso que esta­va cau­san­do as ‘fugas’ psíquicas (arro­ladas pela med­i­c­i­na como “esta­dos epilep­tóides”). O rapaz é médi­um. E muito vibrátil.

Tratamento

Afas­ta­mos o espíri­to com­parsa, que foi con­duzi­do ao H.A.C., para trata­men­to. Quan­to ao rapaz, por se tratar de médi­um com boas pos­si­bil­i­dades de tra­bal­ho, foi acon­sel­ha­do a faz­er sua edu­cação mediúm ica. Não tive­mos mais notí­cias do caso.

Leia Mais:

O que é Apome­tria?

Intro­dução aos chakras:

Chakras e sua intro­dução

0 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 5 (0 votos, média: 0,00 de 5)
Você precisa estar registrado para votar.
Loading...