nov 28

Tarô — A introdução gratuita

O que é tarô?

São muitas as definições que pode­ri­am ser atribuí­das ao Tarô. Tudo depende do nív­el do indi­ví­duo e da própria com­preen­são do mes­mo.

O que para alguns não pas­sa de um sim­ples bar­al­ho ou jogo, com um pun­hado de cartões e desen­hos estran­hos sem sen­ti­do, para out­ros é um instru­men­to apre­ci­a­do e valioso, capaz de per­mi­tir que a pes­soa amplie con­sid­er­av­el­mente as habil­i­dades intu­iti­vas.

A uti­liza­ção deste sis­tema não requer dotes espe­ci­ais de clar­iv­idên­cia nem qual­quer out­ra habil­i­dade estran­ha, sim­ples­mente se neces­si­ta de cer­ta destreza no uso da mente cria­ti­va, mas nada mais além das fac­ul­dades nor­mais que qual­quer pes­soa pos­sui.

Con­tu­do não por isso deve­mos con­sid­er­ar o tarô como algo estran­ho ou mis­te­rioso. O tarô não é nada elit­ista nem é assun­to de pes­soas incul­tas ou igno­rantes. E tão pouco se tra­ta de super­stição.

É sim­ples­mente um meio que pode te per­mi­tir avaliar as situ­ações que não se encon­tram ao alcance dire­to da mente racional. E é tam­bém um extra­ordinário instru­men­to que irá ajudá-lo a con­hecer a si mes­mo e cul­ti­var e a desen­volver a intu­ição.

tarô-baralho

Car­tas de tarô

A origem do tarô

Até que Vas­co da Gama con­tor­nasse com suas naves o cabo da Boa Esper­ança, todo o comér­cio europeu com a Ásia era real­iza­do medi­ante a uti­liza­ção de car­a­vanas que ten­do por base a cidade ital­iana de Veneza, chegavam ao dis­tante Ori­ente.

Flo­rença e Veneza pas­saram a ser poderosas cidades Esta­do, gov­er­nadas por p´rincipes famosos. Nelas flo­resce­r­am os negó­cios inter­na­cionais, a cri­ação artís­ti­ca e a políti­ca. Seus gov­er­nantes e as famílias da nobreza pro­movi­am a arte  e a cria­tivi­dade e foi nas referi­das cidades em que apare­ce­r­am os grandes artis­tas do Renasci­men­to que todos con­hece­mos.

Muitos con­sid­er­am que foi nesse lugar, há mais ou menos seis­cen­tos anos que apare­ceu o tarô pela primeira vez, em for­ma de pre­ciosas lâmi­nas pin­ta­da à mão, com lin­has de ouro incrus­tadas. O tarô mais anti­go que chegou a nos­sos dias é pre­cisa­mente um dess­es obje­tos artís­ti­cos.

Tra­ta-se do tarô con­heci­do como Vis­con­ti-Sforza, real­iza­do por Bonifá­cio Bem­bo, em mea­d­os do sécu­lo XV, que pin­tou por encomen­da para as bodas da fil­ha do duque de Milão, Bian­ca Maria Vis­con­ti que no ano de 1441 casou-se com Francesco Sforza. 

tarô-visconde

Francesco Sforza

O segredo do tarô

Quem quer que empreen­da seri­amente o estu­do do tarô, logo se dará con­ta de que ele tem mais do que se vê num sim­ples olhar. Em segui­da se tor­na evi­dente que atrás do tarô existe um mis­tério ocul­to e de fato essa é a razão pela qual fas­ci­nou a Humanidade durante mais de seis­cen­tos anos.

O tarô é como um ami­go sábio e fiel que ape­nas se abre a quem lhe demon­stre con­fi­ança e a quem aja com ele de maneira aber­ta e sin­cera.

Como abordar o tarô?

O ide­al seria que toda con­sul­ta real­iza­da ao tarô se fizesse com a final­i­dade de ampli­ar a com­preen­são indi­vid­ual, quer se trate de enten­der­mos mel­hor a nós mes­mos e os motivos que nos faz agi­ra de uma for­ma deter­mi­na­da, ou mel­hor, de ampli­ar o próprio con­hec­i­men­to das forças que influem na vida do ser humano, tan­to inter­na, quan­to exter­na.

Exis­tem hoje em dia diver­sos bar­al­hos em seg­men­tos difer­en­ci­a­dos. Não é você quem escol­he o bar­al­ho, ele sim­ples­mente quan­do se depara com você te escol­he.….

Veja aqui outros tópicos abordados em nosso site:

Cur­so de Tarô – Auto­con­hec­i­men­to

0 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 50 votes, average: 0,00 out of 5 (0 votos, média: 0,00 de 5)
Você precisa estar registrado para votar.
Loading...