nov 26

Chakras e sua introdução

Chakras

chakras

Os 7 Chakras e suas pro­priedades.

Os chakras, ou cen­tros de força, são pon­tos de conexão ou enlace pelos quais flui ener­gia de um a out­ro veícu­lo ou cor­po do homem.

Quem quer que pos­sua um ligeiro grau de clar­iv­idên­cia, pode vê-los facil­mente no dup­lo etéri­co, em cuja super­fí­cie apare­cem sob for­ma de depressões semel­hantes a prat­in­hos ou vór­tices.

nosso-chakra

Como é vis­to os Chakras

Quan­do já total­mente desen­volvi­dos, assemel­ham-se a cír­cu­los de uns cin­co cen­tímet­ros de diâmetro, que bril­ham mor­tiça-mente no homem vul­gar.

Ao se excitarem vivi­da­mente, aumen­tam de taman­ho e se veem como reful­gentes e cor­us­cant­es torvelin­hos à maneira de dimin­u­tos sóis.

Às vezes falam­os destes cen­tros como se tosca­mente se cor­re­spon­dessem com deter­mi­na­dos órgãos físi­cos, mas em real­i­dade estão na super­fí­cie do dup­lo etéri­co, que se pro­je­ta ligeira­mente mais além do cor­po den­so.

Desenvolvendo Energia

flor-chackra

Con­volvulácea

Se olhar­mos dire­ta­mente para baixo da coro­la de uma con­volvulácea (uma família de plan­tas), ter­e­mos uma idéia do aspec­to ger­al do chakra, o pecío­lo da flor bro­ta de um pon­to do pedún­cu­lo, de modo que segun­do out­ro símile.

A espin­ha dor­sal se assemel­haria a um talo cen­tral, do qual de tre­cho em tre­cho bro­tam as flo­res com suas coro­las na super­fí­cie do copo etéri­co.

Todas estas rodas giram inces­san­te­mente, e pelo cubo ou boca aber­ta de cada uma delas flui con­tin­u­ada­mente.

A ener­gia do mun­do supe­ri­or, a man­i­fes­tação da cor­rente vital dia­mante do Segun­do Aspec­to do Logos Solar, a que chamamos ener­gia primária, de natureza sétu­pla, cujas modal­i­dades agem sobre cada chakra. Ain­da que com par­tic­u­lar pre­domínio de uma delas segun­do o chakra.  Sem esse influxo de ener­gia não exi­s­tiria o cor­po físi­co.

Por­tan­to, os cen­tros ou chakras atu­am em todo ser humano, ain­da que nas pes­soas pouco evoluí­das é tar­do o seu movi­men­to, e estri­ta­mente necessário.

Desen­volver o chakra pode ser algo difí­cil no começo porém com treina­men­to cheg­amos lá!

Os 7 chakras

Chakra Fundamental

O primeiro cen­tro, o rádio ou fun­da­men­tal, situ­a­do na base da espin­ha dor­sal, recebe uma ener­gia pri­maria emitin­do qua­tro raios.

Por­tan­to, dis­põe suas ondu­lações de modo que pareçam divi­di­das em quad­rantes alter­nan­do entre tons, ver­mel­hos e alaran­ja­dos com vazios entre eles, resul­tan­do daí estarem como que assi­nal­a­dos com o sinal-da-cruz.

Por isso cos­tu­ma empre­gar a cruz como sím­bo­lo deste cen­tro, e uma cruz às vezes flamígero para indicar o fogo ser­penti­no res­i­dente neste chakra.

chakra-fundamental

Chakra raiz ou bási­co

Quan­do atua vig­orosa­mente, é de ígnea cor ver­mel­ho-alaran­ja­da, em ínti­ma cor­re­spondên­cia com o tipo de vital­i­dade que lhe trans­fere o chakra esplêni­co.

Com efeito, obser­va­mos em cada chakra, cor­re­spondên­cia análo­ga com a cor de sua vital­i­dade.

Con­fi­ra a intro­dução aos chakras para que se atente de como começar a canalizar suas ener­gias de for­ma cor­re­ta!

Exercícios físicos

Exer­cí­cios físi­cos tam­bém estão rela­ciona­dos ao equi­líbrio do Chacra Bási­co. Lem­bre-se que um dos fatores que ele rege é sua dis­posição. Des­ta for­ma, como as práti­cas esporti­vas são ger­ado­ras nat­u­rais de vital­i­dade, estarão estim­u­lan­do seu Chacra Bási­co. Este, por sua vez, mais estim­u­la­do, lhe dará mais ener­gia para a ativi­dade físi­ca, crian­do um ciclo de vital­i­dade pos­i­ti­vo.

Feche os olhos, sente-se em uma cadeira com os pés apoia­dos no chão e visu­al­ize uma flor ver­mel­ha, da qual uma ener­gia muito poderosa emana. Visu­al­ize esta flor ver­mel­ha se abrindo deva­gar exibindo 4 péta­las cheias de ener­gia.

Cor vermelha

Você tam­bém pode visu­alizar seu Chacra Bási­co receben­do uma onda de ener­gia ver­mel­ha, men­tal­izan­do que a mes­ma está sanan­do e equi­li­bran­do o seu chacra bási­co. Ain­da out­ra for­ma é o uso da cor ver­mel­ha nas suas roupas. Coloque um sap­a­to ver­mel­ho para aumen­tar sua con­fi­ança.

Ou um bracelete de for­ma que este­ja sem­pre visu­al­izan­do a cor. Móveis dec­o­ra­tivos são óti­mos para dar um toque de cor aos ambi­entes.

Veja uma seleção de móveis ver­mel­hos, sin­ta como é forte a vibração des­ta cor. Caso passe mais tem­po no escritório do que em casa, você pode ter obje­tos ver­mel­hos dec­o­ra­tivos em sua mesa de tra­bal­ho.

Chakra Esplênico ou Baço

 

O segun­do chakra está situ­a­do no baço, e sua função é espe­cializar, sub­di­vidir e difundir a vital­i­dade radi­ante do sol.

esplênico-chakra

Chakra Esplêni­co ou Baço

Esta vital­i­dade surge do chakra esplêni­co, sub­di­vi­di­do em sete modal­i­dades, seis cor­re­spon­dem aos seis raios do chakra, e a séti­ma fica con­cen­tra­da no cubo da roda.

Por­tan­to tem este chakra seis péta­las ou ondu­lações de diver­sas cores, e é muito radi­ante, pois fulge como um sol.

Em cada uma das seis sub­di­visões da roda pre­dom­i­na a cor de uma das modal­i­dades da ener­gia vital. Estas cores são: ver­mel­ha, alaran­ja­da, amarela, verde, azul, e vio­lácea; isto é, as mes­mas cores do espec­tro solar menos o índi­go ou anil.

Con­heça tam­bém a intro­dução aos chakras que se encon­tra aqui no nos­so site, comesse a des­fru­tar de suas forças inte­ri­ores da for­ma cor­re­ta!

Alimentação

É muito impor­tante o alin­hamen­to dos chakras, para a har­mo­nia das ener­gias do chakra Esplêni­co cores ori­un­das do amare­lo aju­dam a ener­gizá-lo, como um cam­po de tri­go. O sol é essen­cial para este chakra, por­tan­to dê importân­cia as cam­in­hadas mati­nais.

Ali­men­tos com car­boidra­to tam­bém aux­il­iam a repor as ener­gias, como mil­ho, aba­caxi e batatas ingle­sas.

O chakra Esplêni­co é o prin­ci­pal respon­sáv­el pela qual­i­dade do nos­so sangue e do equi­líbrio da função do baço.

Seu alin­hamen­to é impre­scindív­el para quem procu­ra uma vida mais lon­ga e saudáv­el, através dele con­tro­lam­os a qual­i­dade da nos­sa ener­gia vital que flui por nos­so sangue em todo o cor­po.

Quan­do alin­hado podemos notar facil­mente uma mel­hor dis­posição e uma explosão de ener­gia e vida den­tro de nós, nos garan­ti­n­do uma mel­hor for­ma de viv­er.

Chakra Umbilical

O ter­ceiro chakra está situ­a­do no umbi­go, ou mel­hor diríamos, no plexo solar, e recebe a ener­gia primária que se sub­di­vide em dez radi­ações de modo que vibra como se estivesse divi­di­do em dez ondu­lações de péta­las.

Está inti­ma­mente lig­a­do com sen­ti­men­tos e emoções de índole diver­sa. Sua matizes do vermle­ho, ain­da que tam­bém con­tenha muito do verde.

As divisões são alter­na­ti­vas e prin­ci­pal­mente ver­mel­has e verdes.

umbilical-chakra

Chakra Umbil­i­cal

Exercícios físicos

Exer­cí­cios físi­cos estão rela­ciona­dos ao equi­líbrio da maio­r­ia dos Chakras. Seu Chakra Umbil­i­cal está rela­ciona­do à sua vital­i­dade. Ativi­dades que tra­bal­hem o quadril são espe­cial­mente indi­cadas para este chakra.

Um deles é a Yoga, que de tão efi­caz é um item a parte. Mas você tam­bém pode praticar out­ros esportes que pro­movem um movi­men­to do quadril, como o pilates, o remo, o golfe, alonga­men­tos, entre out­ros.

De qual­quer for­ma, todo esporte aju­dará o sis­tema de chakras inteiro, em menor ou maior grau.

Enten­da tam­bém como seus chakras fun­cionam com a intro­dução aos chakras e eleve seu con­hec­i­men­to com as infor­mações aqui pas­sadas.

Cor Laranja

Umas das for­mas é através de med­i­tações e visu­al­iza­ções:

Feche os olhos, sente-se em uma cadeira com os pés apoia­dos no chão. Visu­al­ize uma peque­na bola de fogo, de cor laran­ja, que fica den­tro de você, bem no cen­tro da sua bacia.

Visu­al­ize esta bola de fogo aumen­tan­do de taman­ho, pouco a pouco, amplian­do esta ener­gia até ela se esten­der para fora do seu cor­po.

Men­tal­ize que esta chama laran­ja está limpan­do e purif­i­can­do toda a sua área genési­ca, e trazen­do equi­líbrio e força para o seu chakra umbil­i­cal.

Chakra Cardíaco

O quar­to chakra, situ­a­do no coração, é de bril­hante cor de ouro, e cada um de seus quad­rantes está divi­di­do em três partes, pelo que tem doze ondu­lações, pois sua ener­gia primária se sub­di­vide em doze raios.

cardiaco-chakra

Chakra Cardía­co

Sua relação com o ele­men­to ar é muito rep­re­sen­ta­ti­va da sua função em nos­so equi­líbrio. Se esta­mos ansiosos ou sofre­mos uma per­da emo­cional é comum a sen­sação de fal­ta de ar, assim como o gesto de colo­car as mãos no coração, em bus­ca de alen­to.

Da mes­ma for­ma, o chacra cardía­co equi­li­bra­do traz con­fi­ança, com uma sen­sação de que podemos encar­ar a vida de frente, de peito aber­to.

Tam­bém é o chacra respon­sáv­el pela lig­ação entre os 03 chacras infe­ri­ores e os 03 chacras supe­ri­ores, ten­do a impor­tante função de ser uma ponte entre os chacras mais ele­va­dos ou espir­i­tu­ais e os chacras da Ter­ra.

Muitas vezes, quan­do a dor é expe­ri­en­ci­a­da no chacra cardía­co, o coração se fecha, assu­min­do a dor, ou até mes­mo se tor­nan­do a dor; encon­trar o amor no chacra cardía­co pode se tornar cada vez mais difí­cil, a menos que o foco da mente seja alter­ado.

Lem­bre-se de que aqui­lo que você cria ou em que foca, você expe­ri­en­cia.

Assim, se você se foca na dor, no chacra cardía­co, o chacra cardía­co parece incor­po­rar a dor, por causa do seu foco.

Em muitos sen­ti­dos, você expe­ri­en­cia uma ilusão cri­a­da por si mes­mo e pelo seu foco e você se per­mite entrar em uma real­i­dade onde a dor é real e a dor que você foca em seu coração, tor­na-se a sua real­i­dade.

A ver­dade é que a dor é ape­nas uma man­cha em um ambi­ente limpo e amoroso de amor.

Chakra Laríngeo

O quin­to cen­tro está situ­a­do na gar­gan­ta e tem dezes­seis raios cor­re­spon­dentes a out­ras tan­tas modal­i­dades da ener­gia.

Emb­o­ra haja bas­tante do azul em sua cor, o tom pre­dom­i­nante é o pratea­do bril­hante, pare­ci­do com o ful­gor da luz da lua quan­do roça o mar.

Em seus raios pre­dom­i­nam alter­na­ti­va­mente o azul e o verde.

Chakra Laríngeo

Chakra Larín­geo

A comunicação

O chakra larín­geo per­mite-te alcançar a sabedo­ria. Por um lado, ele é o canal entre a mente e o coração, é a ponte de lig­ação, por out­ro lado, rep­re­sen­ta ener­geti­ca­mente a ver­dade, a tua orig­i­nal­i­dade como ser e a capaci­dade de expressão, inte­ri­or, exte­ri­or e com o uni­ver­so.

Através deste chakra tu tens a comu­ni­cação espir­i­tu­al e como tal há uma pos­si­bil­i­dade de influên­cia através da parte de trás do chakra.

Muitas pes­soas sen­tem essa parte a con­ges­tionar, a ficar aper­ta­da, prej­u­di­can­do o pescoço, os ombros, levan­do a uma espé­cie de inca­paci­dade de falar e pro­fun­da neg­a­tivi­dade.

É pre­ciso ter em atenção o que comu­ni­ca connosco e como, o que aceita­mos e como. Comu­nicar connosco e com o uni­ver­so, per­mite-nos recusar o que não quer­e­mos. Para comu­nicar é pre­ciso tam­bém escu­tar.

Tratando o laríngeo

As roupas e ali­men­tos verdes, o cam­po, a ale­gria e o estar com out­ras pes­soas em doação, saben­do tam­bém rece­ber, per­mitem-nos tra­bal­har mais o chakra cardía­co.

Podes tam­bém per­cu­tir com os dedos toda a área do chakra, como se o fos­s­es des­per­tan­do suave­mente.

Chakra Frontal

o sex­to chakra, situ­a­do entre as sobrancel­has, parece divi­di­do em duas metades; uma em que pre­dom­i­na a cor rosa, ain­da que com muito amare­lo e out­ra que é azul-pur­púreo.

Ambas as cores se cor­re­spon­dem com as da vital­i­dade que o chakra recebe. Talvez por esta razão dizem os trata­dos ori­en­tais que este chakra só tem duas péta­las; mas se obser­var­mos as ondu­lações análo­gas às dos out­ros chakras, ver­e­mos que cada metade está sub­di­vi­di­da em quarenta e oito ondu­lações, ou seja, noven­ta e seis no total, porque este é o número das radi­ações da ener­gia primária rece­bi­da pelo chakra.

Chakra Frontal — Pineal

O brus­co salto de dezes­seis para noven­ta e seis raios, é ain­da maior vari­ação súbi­ta de noven­ta e seis a nove­cen­tos e seten­ta e dois raios que tem o chakra coro­nário, demon­stram que são chakras de uma ordem inteira­mente dis­tin­ta da ordem dos out­ros.

É evi­dente que rep­re­sen­tam modal­i­dades da ener­gia primária, e antes que pos­samos afir­mar algo mais sobre esse par­tic­u­lar, será necessário faz­er cen­te­nas de obser­vações e com­para­ções, repeti­da­mente com­pro­vadas.

Entre­tan­to, não res­ta dúvi­da de que enquan­to as neces­si­dades da per­son­al­i­dade podem ser sat­is­feitas com lim­i­ta­dos tipos de ener­gia, nos supe­ri­ores e per­ma­nentes princí­pios do homem encon­tramos uma tão com­plexa mul­ti­pli­ci­dade, que requer, para sua expressão, muito maiores e sele­tas modal­i­dades de ener­gia.

Equilíbrio do Frontal

O ter­ceiro olho equi­li­bra­do nos per­mite aguçar a cria­tivi­dade, des­per­tar a nos­sa imag­i­nação e bus­car o mel­hor cam­in­ho e respostas para nos­sos desafios.

Des­ta maneira, pes­soas com o chakra frontal alin­hado con­seguem lid­er­ar facil­mente um grupo ou uma equipe, pois ela pos­sui total con­fi­ança em suas estraté­gias e raciocínio, o que pas­sa coerên­cia e pre­cisão em suas ori­en­tações.

Chakra Coronário

O séti­mo chakra no alto da cabeça, é o mais reful­gente de todos, quan­do está em ple­na ativi­dade, pois ofer­ece abundân­cia de inde­scritíveis efeitos cromáti­cos e vibra com quase incon­ce­bív­el rapi­dez .

Parece con­ter todos matizes do espec­tro, ain­da que no con­jun­to pre­domine o vio­le­ta.

coronario-chakra

Chakra Cronário

Os livos da Índia denom­i­nam-no “a flor de mil péta­las”, e está denom­i­nação não dis­tân­cia muito da ver­dade, pois são nove­cen­tas e sessen­ta as radi­ações da ener­gia primária que recebe.

Cada uma destas radi­ações aparece fiel­mente repro­duzi­da na pran­cha do fron­tispí­cio, emb­o­ra seja muito difí­cil assi­nalar a sep­a­ração das péta­las.

Além dis­so, este chakra tem uma car­ac­terís­ti­ca que não pos­suem os out­ros, que con­siste numa espé­cie de sub­al­ter­no torvelin­ho cen­tral, de um bran­co ful­gu­rante e com o núcleo cor de ouro. Este vór­tice sub­sidiário é menos ati­vo e tem doze ondu­lações próprias.

Abra sua mente

coronario-poder

Coro­nário é o mais impor­tante!

Geral­mente o chakra coro­nário é o últi­mo que se atu­al­iza. No princí­pio não difere em taman­ho dos demais, mas à medi­da que o homem se adi­anta na sen­da do aper­feiçoa­men­to espir­i­tu­al, vai aumen­tan­do pouco a pouco, até cobrir toda parte supe­ri­or da cabeça.

Out­ra par­tic­u­lar­i­dade acom­pan­ha o seu desen­volvi­men­to. No princí­pio é, como todos os demais chakras, uma depressão do dup­lo etéri­co, pela qual pen­e­tra a div­ina ener­gia proce­dente do exte­ri­or.

Mas quan­do o homem se recon­hece rei da div­ina luz e se mostra mag­nân­i­mo com tudo que o rodeia, o chakra coro­nário reverte, por assim diz­er, de den­tro para fora, e já não é um canal recep­tor, mas um radi­ante foco de ener­gia, não uma depressão, mas uma proem­inên­cia ere­ta sobre a cabeça como uma cúpu­la, como uma ver­dadeira coroa de glória.

As ima­gens pic­tóri­c­as e escul­tur­ais das divin­dades e excel­sas per­son­agens do Ori­ente, cos­tu­mam mostrar esta proem­inên­cia, como se vê na está­tua do Sen­hor Buda em Borobudur ( ilha de Java).

coronario-buda

Buda e sua proem­inên­cia na cabeça.

Em alguns casos, dois terços deste chakra são rep­re­sen­ta­dos em for­ma de abóba­da, con­sti­tuí­da pelas nove­cen­tas e sessen­ta péta­las, e em cima out­ra abóba­da menos, con­sti­tuí­da pelas doze radi­ações do vór­tice sub­al­ter­no.

A evolução

No homem muito evoluí­do o chakra coro­nário ful­gu­ra com tan­to esplen­dor, que cinge a sua cabeça como uma ver­dadeira coroa; e o sig­nifi­ca­do da pas­sagem do Apoc­alipse aci­ma cita­da é que tudo quan­to o homem con­seguiu, o mag­ní­fi­co kar­ma acu­mu­la­do, toda a assom­brosa ener­gia espir­i­tu­al que engen­dra, tudo dei­ta per­pet­u­a­mente aos pés dos Logos, para que o empregue em Sua obra.

Assim fre­quente­mente reti­ra diante do trono do Sen­hor sua áurea coroa, porque con­tin­u­a­mente restau­ra a ener­gia prove­niente de seu inte­ri­or.

Confira todos os chakras clicando neles:

A Bíblia dos Chakras

Auto­con­hec­i­men­to – Teste de Auto­con­hec­i­men­to

 

Mudras — O poder das Mãos

Man­dalas e seus poderes

Fonte: Os Chakras, Edi­to­ra Pen­sa­men­to [ISBN: 978–85-315‑0088-6]

1 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 51 vote, average: 5,00 out of 5 (1 votos, média: 5,00 de 5)
Você precisa estar registrado para votar.
Loading...